Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Marketing’ Category

Por: Dener Henrique de Queiroz Fonseca – Dê crédito aos autores!

Análise do Segmento de Cicloturismo no Caminho dos Anjos

Caminho dos Anjos

RESUMO

Esse ensaio constitui-se de uma pesquisa teórico-empírica que se propôs a analisar o segmento de cicloturismo no Caminho dos Anjos, roteiro turístico localizado no Sul de Minas. Foram analisadas as estratégias de gestão, infra-estrutura e promoção do destino, com o intuito de avaliar se o destino em questão esta preparado para receber Cicloturistas. O trabalho está organizado em quatro partes subseqüentes. A primeira delas é o referencial teórico, composto por quatro partes principais que tratam de conceitos sobre turismo, planejamento e gestão, mercado, marketing, segmentação de mercado e cicloturismo. Em seguida, apresenta-se a metodologia de trabalho e a definição operacional dos termos investigados. Já a terceira parte, abrange a apresentação e análise dos dados coletados no Caminho dos Anjos. Por fim, são tecidas as considerações finais. Os resultados mostraram que atualmente o Caminho dos Anjos apresenta falhas na infra-estrutura, gestão e promoção de seu destino, todavia conta com um projeto que quando colocado em prática poderá vir a sanar a maioria das deficiências encontradas.

Palavras-chave: Turismo, Cicloturismo e Caminho dos Anjos.

Para ler o documento na integra, clique aqui.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Por: Vitor Kendi Iida Kosaka – Dê crédito aos autores!

Distribuição On-line de Informações e Serviços Turísticos para o Segmento de Viajantes Independentes no Brasil – o caso da WHL.TRAVEL

whl.travel

RESUMO

Neste estudo de caráter exploratório buscou-se proporcionar uma melhor compreensão do segmento de viajantes independentes por meio de uma revisão bibliográfica e apresentar uma análise da importância da Internet e da capacidade dos infomediários, ou distribuidores do meio on-line, em atender este segmento. Para alcançar tais objetivos, primeiramente foi feita a revisão bibliográfica, na qual foram usadas muitas contribuições estrangeiras, devido ao fato de haver pouca produção sobre o assunto no Brasil. Posteriormente, realizou-se uma pesquisa empírica de cunho qualitativo, por meio de um estudo de caso de um infomediário, na tentativa de compreender como este tipo de organização age em relação ao heterogêneo e complexo segmento de viajantes independentes que percorrem o Brasil. O caso estudado é o da WHL.TRAVEL, e o percurso do trabalho consistiu na observação e análise dos web sites da empresa referentes ao Brasil e a Belo Horizonte. Nas análises realizadas, implícita ou explicitamente propõem-se adaptações da apresentação ou do conteúdo dos referidos web sites, visando melhor atender ao crescente segmento dos viajantes independentes. De maneira geral esta monografia desenhou o panorama do segmento de viajantes independentes e os possíveis delineamentos estratégicos para alcançar este público. Observou-se ao final da pesquisa que os infomediários têm grande potencial de atender os viajantes independentes, possibilitando-lhes encontrar de forma mais rápida e conveniente informações e produtos que buscam, além de poderem realizar comparações de produtos e preços de forma prática e simples a partir deste tipo de serviço. O surgimento dos infomediários aparece, portanto, como uma adequação no processo de intermediação dos produtos turísticos. Constatou-se, por fim, que nos web sites da WHL.TRAVEL ainda são necessárias algumas mudanças. Em maior escala, observou-se que o Brasil é um mercado ainda muito novo e que merece mais estudos relacionados ao tema.

Palavras Chaves: viajantes independentes, distribuição, Internet.

Para ler o documento na integra, clique aqui.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Por: Júlia Freire Ribeiro – Dê crédito aos autores!

Gestão Ambiental e Endomarketing na Hotelaria: Estudo de Caso Delta Sun Peaks Resort

Sun Peaks, Canada

RESUMO

Nos dias de hoje, é crescente a demanda por produtos e serviços ambientalmente corretos. No turismo, cada vez mais nota-se a busca por destinos e empreendimentos que possuam sistemas de gestão ambiental. Por meio de um estudo de caso com o hotel canadense Delta Sun Peaks Resort – instituição atuante da defesa ao meio ambiente e da conscientização de hóspedes e colaboradores –, objetivou-se avaliar a relação entre a implantação de programas de gestão ambiental e a motivação dos funcionários por meio do endomarketing. Para o levantamento de dados foram feitas entrevistas online com os principais colaboradores da causa, bem como análise de dados informativos em publicações sobre o hotel. De acordo com os resultados obtidos, verificou-se relação direta entre as temáticas, considerando os programas de gestão ambiental como elemento propulsor para o envolvimento dos colaboradores internos, trazendo diversos benefícios associados.

Palavras-chave: Sistemas de Gestão ambiental, Endomarketing, Hotelaria.

Para ler o documento na integra, clique aqui.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Por: Rafael Almeida de Oliveira – Dê crédito aos autores!

O Turismo e a Criação de Não-Lugares: Um Estudo de Caso sobre a Cidade de Dubai

By ELMOBAYAD

RESUMO

Esse trabalho analisou como a criação de não-lugares pode ser justificada pela proposta de desenvolvimento baseada no consumo turístico. O questionamento sobre o assunto abordado surgiu inicialmente em uma discussão acadêmica sobre a criação de não-lugares como uma tendência incentivada pela política de turismo, vinculada ao discurso político de desenvolvimento. Para tanto, foi feito um estudo de caso sobre a cidade de Dubai – localizada no deserto dos Emirados Árabes Unidos – e sua proposta de desenvolvimento turístico. O objetivo do estudo de caso é identificar as implicações da criação de não-lugares na cidade. Para isso, foram feitas pesquisas bibliográficas sobre o tema em questão e pesquisa documental nos meios de comunicação referentes ao lugar pesquisado. O objetivo do trabalho foi demonstrar através do estudo de caso que a criação de não-lugares é impulsionada por uma proposta de desenvolvimento apoiada na idéia de globalização, gerando contradições e diferentes realidades nos setores distintos da sociedade. Após o estudo de caso, concluiu-se que muitas vezes, a tendência de apostar no desenvolvimento do turismo apenas na criação de não-lugares pode resultar, a longo prazo, em um crescimento econômico para a economia e não um desenvolvimento, pagando um alto custo social e ambiental e redefinindo a identidade do lugar.

Palavras-chave: Não-lugar, lugar, desenvolvimento global, desenvolvimento local, crescimento econômico, empreendimento turístico, identidade, mídia, globalização, consumo, Dubai.

Para ler o documento na integra, clique aqui.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Por: Ana Carolina Pontes, Anna Cristina Machado, Gustavo Pereira Pinto e José Geraldo de Moura Jr – Dê crédito aos autores!

Proposta de Plano Interpretativo Mariana – MG

Tema – Turismo Histórico Cultural: As Raízes das Tradições Mineiras

Proposta de Plano Interpretativo Mariana - MG

Proposta de Plano Interpretativo Mariana – MG

Objetivos

  • Apresentar a cidade sob uma nova perspectiva, despertando um novo olhar.
  • Abordar a vida privada no período colonial.
  • Reconstituir partes dos aspectos do cotidiano da vida colonial e sua interface com a formação do povo mineiro.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Por: Rodrigo Moreira Magalhães – Dê crédito aos autores!

A importância da Lei Robin Hood para o desenvolvimento turístico dos municípios de Minas Gerais

Bandeira de Minas Gerais

Para ler o documento na integra, clique aqui.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Sinalização Turística de Belo Horizonte

Sinalização de Orientação Turistica de Belo Horizonte

Palavras Chave: Sinalização Turística, Belo Horizonte, Turismo Urbano.

Para ler o documento na integra, clique aqui.

Não se esqueça de dar crédito aos autores!

Compartilhe!
Bookmark and Share

Read Full Post »

Older Posts »